A Perspectiva de Quem Nasceu depois de 75???

Um bom amigo meu, um senhor de 35 anos aproximadamente, empresario de um start up bem sucedido, comentou o seguinte comigo em resposta a uma pergunta sobre os candidatos e a eleicao.  Temo que seja representativa.  Copio aqui:

🙂 Eleições… como diriam na Bahia: “vixe Maria”.

O André Esteves, dono do BTG, disse essa semana em um evento da Endeavor:

“De forma geral, acho que o resultado da eleição presidencial é muito difícil de prever e que isso não deveria afetar em nada a estratégia dos empreendedores. Obviamente, se a economia vai ficar ruim, não é hora de se alavancar. Mas não calque sua estratégia como um todo na visão econômica de longo prazo. Tenha pé no chão, e não monte a conclusão com base em um bom ou mau governo. Como regra geral, os bons negócios resistem aos maus governos. A própria história de crescimento do BTG nos últimos 30 anos é prova de que dá pra crescer com na bonança e na crise.”

De forma geral, acho que não vai mudar nada, Steve.
O Brasil vai continuar nas mãos do “Baixo Clero”. Gente muito ruim do ponto de vista gerencial, que vai ter que se coligar com gente pior ainda pra conseguir governar.
O Brasil só passa a ter alguma chance após uma reforma política corajosa.
Tenho pouca esperança de ver isso acontecer de verdade em vida.

abraço!

A primeira coisa que vejo eh que ele da credito ao Andre Esteves, um investidor bem sucedido.  O segundo ponto eh mais importante e isto eh o comentario que o empresario tem que fazer e acontecer independentemente do bom ou mal governo.  Alguns podem questionar o Esteves e seu relacionamento com o governo mas sua citacao ainda vale.  O bom negocio deve ter exito mesmo com um governo aquem das expectativas.

Mais interessante ainda e a percepcao do meu amigo de que o Brasil atual esta e continuara nas maos do “baixo clero” e isto nao depende do resultado da eleicao.  Enfim o que ele expressa eh a parca legitimidade da classe politica.  Acredito que meu amigo eh um democrata e nao deseja o autoritarismo e vai votar na eleicao.  O que ele questiona eh a qualidade de quem participa como candidato.  Ele clama por uma reforma politca e interpreto isso como um pedido da melhoria geral do nivel de instrucao e informacao da populacao. 

Entretanto ha, na sua parte (e de sua geracao), desconfianca que algo realmente pode mudar.  Penso que realmente para ele eh mais dificil do que para minha geracao.  Na decada de 60 e 70, nosso objetivo claro era a (re)democratizacao do pais com o objetivo muito claro de tirar os militares do poder e estabelecer as eleicoes diretas.  Tivemos exito nestes objetivos limitados mas nao o suficiente para satisfazer as esperancas de nossos filhos.  O Brasil continuou desigual e com uma democracia mas sem a capacidade de atender as demandas que existem desde as coisas basicas como infra-estrutura de saneamento, estradas, saude e educacao ate coias mais abstratas como oportunidades de crescer como empresarios, individuos, profissionais etc.

Entao, meu amigo esta desencantado com as perspectivas e acha que as coisas nao vao mudar tao cedo.  (Mas mesmo assim esta trabalhando duro e fazendo sua empresa cresecer.)

Este desencanto estava presente nas manifestacoes de rua do ano passado e parece me que vai continuar ainda, ora aparente, ora difusa, por muito tempo.  E isto nao depende de quem saira vencedor(a) na eleicao de 2014.

 

 

 

 

Advertisements
This entry was posted in Brazil.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s