“Green” Brazil e VerdeXchange – 2015

Terminou no dia 27 em Los Angeles a Conferencia VerdeXchange que reuniu especialistas internacionais e nacionais no ramo de energias alternativas – verdes e limpas.

O subsecretario da Agencia Nacional de Águas, Mauricio Andrés Ribeiro, representou o Brasil na conferencia falando da atual crise de abastecimento que atinge os grandes centros populacionais e que poderá ter serias repercussões para a economia na medida que chega o racionamento não só de água mas também de energia.

Califórnia, por sua vez, esta’ no quarto ano de uma estiagem praticamente sem precedência. Apesar de grave, a crise vem sendo tratada de forma planejada e ha’ consenso em torno do sucesso atual de medidas de conservação. Água esta sendo tratada de forma integrada com analise de todo o ciclo de origem, transporte, distribuição e uso ate a reciclagem. Os governos locais, para reduzir e conservar, pagam proprietários (donos de casas) bons incentivos financeiros para arrancarem seus lindos gramados e substituir-los com plantas nativas que toleram a seca. Enfim estão incentivando a mudança da estética contemporânea da Califórnia, tornando o estado mais sustentável.

O congresso enfocou a apresentação de alternativas, a troca de experiências e a aprendizagem internacional. Assim as os japoneses mostraram sofisticados sistemas de mapeamento de águas no subsolo e enfatizaram o crescimento do setor clean tech apos o terremoto e tsunami de 2011. Empresas americanas demonstraram tecnologias inovadoras desde “casas inteligentes” e “carros inteligentes” ate coisas mais mundanas como novas tecnologias de aquecimento de água. Empresários canadenses apresentaram como grandes cidades estão integrando seus sistemas de fornecimento de água e energia possibilitando a dupla conservação. China, por sua vez, destacou o acordo para redução de emissões de carbono realizado entre Presidente Obama e Premier Xi. E’ a primeira vez que a China acata um acordo neste sentido.

No geral, o que podemos perceber e’ a tendência para conectividade. Sistemas computadorizadas oferecem inovações em controles de ambiente, mobilidade urbana (aplicativos específicos e empresas como Uber), veículos autônomos que transportam passageiros e estão sempre em movimento e portanto dispensam os estacionamentos. Isto aliado ao transporte de massa e transporte individual (tipo bicicleta) onde os sistemas estão interligados e facilmente disponíveis. Enfim, vislumbra-se pegar um trem bala para grandes distancias, um smart car ou um UBER para trajetos medianos e bicicletas ou outras formas para deslocamentos localizados. E tudo isto independente de derivados fosseis, ou seja, tudo com energia renovável.

O Congresso demonstrou a distancia entre a eficácia de políticas publicas e as deficiências de planejamento e execução em países como Brasil. Existem enormes potenciais que são desperdiçados ou mal aproveitados.   O desmatamento na Amazônia influencia a estiagem no centro sul já que os “rios voadores” que vinham da Amazonia já não estão desempenhando seu papel de levar chuva para os grandes centros do sudeste do pais. Ao mesmo tempo, o poder publico ainda e’ passivo com o grande desperdício de água nos sistemas de tratamento e distribuição.

E como o Brasil depende de energia hídrica para gerar eletricidade, a falta de água que vem em parte da falta de planejamento também gera impactos mais amplos que repercutem em todo sistema de produção e consumo. Um grande problema que talvez mereça um tratamento mais serio.

Enfim, o Brasil tem muito a aprender e o tempo parece curto.

Para maiores informações o site e’ www.verdexchange.org

Advertisements

2 comments on ““Green” Brazil e VerdeXchange – 2015

  1. colltales says:

    Legal que você continua mantendo a conversação, procurando ângulos e, em última análise, estabelecendo pontes de comunicação entre diferentes pontos de vista. Admirável e algo que falta em muitas das discussões relevantes no Brasil ultimamente. Em alguns casos, é como se só existisse preto ou branco. Sem nada que ver com isto, me mande um email (meu nome completo arroba gmail) se quiser aprender a usar acentos. Levei anos mas agora é automático e bem fácil. Abraço

    Like

  2. Wesley, obrigado pelo comentario. As vezes entre o branco e o preto so tem o cinzento mas….Estou te mandando um mail para receber o teclado. Valeu!

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s