Sexta-feira, Dia 13, Domingo, Dia 15 e os Resultados

O Brasil viveu um fim de semana bem intenso com gente na rua na sexta (13) apoiando a Presidenta e depois no domingo (15) em oposição.   A movimentação toda envolveu mais de 1 milhão de pessoas em todo o pais e não ha noticias de um tumulto maior ou grandes atos de violência. Parece que tanto o pessoal do governo quanto da oposição estão agindo dentro dos parâmetros de comportamento cívico correspondente ao grau de desenvolvimento político do pais. E’ verdade que o pessoal do PT adora xingar a opocisao de coxinha e elite e outra coisas piores. Do lado oposto vem os gritos de ladrão e corrupto. Entretanto não houve choques e as brigas entre as torcidas organizadas costumam ferir mais gente.

Surge então a questão de resultados. O que podemos esperar da mobilização e da rua cheia de gente com camisas vermelhas, verde/amarelas ou misturadas? Os protestos de 2013 servem de exemplo? Naquele ano, os políticos também levaram susto e no inicio, Dilma e a classe política prometeu varias reformas. Com a passagem do tempo, a Copa de 2014 e a desmobilização mais a eleição, o políticos rapidamente voltaram para o status quo de antes. Não saiu reforma política, não saiu Constituinte, não saiu nenhuma reforma de conseqüência. As marchas de hoje (15) reuniram números de pessoas semelhantes aos maiores protestos de Copa de Confederações. Ainda e’ cedo para ver se vão continuar e em que forma.

Alguns grupos nas capitais, pediram intervenção militar. Parece-me gente de memória curta ou sem experiência e também estes formaram grupos bem minoritários. A reivindicação principal do dia 13 foi a defesa da Petrobras enquanto do dia 15 foi contra a corrupção. Enfim, ha muita coisa em comum já que ninguém defende abertamente a continuidade do roubo.

Então os pontos positivos que podemos tirar dos protestos são: 1) a participação política de uma forma não violenta com o cidadão na rua se expressando; 2) a vontade de mudança, principalmente no sentido de acabar com a corrupção e de punir os corruptos; e 3) parece obvio que para a maioria das pessoas uma ruptura institucional ou mesmo impeachment não vem ao caso pelo menos no momento; 4) ha um anseio geral para melhorar o pais.

A Presidenta aparentemente esta começando sentir a necessidade de agir. Embora, não tão feliz com Joaquim Levy, ela reconhece que precisa de um Ministro da Fazenda que vai fazer os ajustes (leia-se cortes) e que ha uma ressaca depois que a festa acabou. Ela também esta’ colocando mais privatizações (aeroportos), ventilando novas PPPs e um receituário que busca manter o Brasil pelo menos um grau acima de “junk”. A presidenta sabe as conseqüências de abandonar o mercado e a quebradeira que viria como conseqüência.

Passado os dias de protesto, talvez agora a Presidenta possa conseguir um fôlego e tomar iniciativas políticas e reunir um grupo coerente em volta para pelo menos traçar um caminho para chegar inteiro ao final do mandato. A coisa e’ complicada e a Dilma esta’ de saia justa mas a solução de não tumultuar em demasiado talvez seja a mais sensata do momento. Vamos ver se a Presidenta vai conseguir achar o caminho.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s