Que Sera’?

Mais uma semana conturbada e interessante: Lula na mira, Collor, Cunha, Renan e Dilma também, sem falar do Ministro Levy. Que coisa, hein?

Os eventos estão me lembrando da expressão do Benedito Valadares: “Para os amigos tudo, para os inimigos a lei.” Será que as oligarquias estão ficando sem reposta e divididas? O PT hoje se tornou parte da elite, por projeto de seus lideres e por engano de seus seguidores. Então faz parte da oligarquia. Ate ha pouco tempo atrás, iniciando por volta do movimento “Diretas Já” e a Constituição “Colcha de Retalhos” de 1988, prevalecia a noção totalmente patriarcal do tudo para os amigos do rei. Agora em 2015 com os erros e a ganância pelo poder e pelo dinheiro do PT, da-se conta de que, de repente a lei finalmente e’ para todos e não só os inimigos do poder. A noção e’ perigosa para quem e’ ou foi do lado do “tudo”.

A patinação na definição do modelo econômico agrava a crise e a produção encolhe (exceto no complexo agro-industrial). Assim falta excedente para alocação de cargos e recursos o que por sua vez agrava a situação política. Mas tem um lado positivo. Na falta de benesses e diante do esgotamento da capacidade distributiva do Estado, demanda-se acesso igual para todos. Os clamores de “fair play” começam a pipocar em toda parte. Ironicamente, ate os escândalos do futebol e da FIFA deram sua contribuição.

Dentro do quadro conturbado e diante da situação onde todos tem “culpa no cartório”, a pergunta e’: onde estão as lideranças e os movimentos sociais que deveriam apontar o caminho institucional de legalidade e construção?

Durante os governos militares, a população assistiu passivamente a crise de saúde do Presidente General Costa e Silva mas não deixaram de criar um poeminha de sabedoria popular, tratando da sucessão. “Nada fiz, nada deixo. Nessa b%#&* eu não mexo, assinado _____________________”

A expectativa e’ de que haverá um quadro institucional e regras mais legitimas do que aquelas impostas pelos militares e portanto espera-se que não haja algo como a “renuncia” forcada de um Vice Presidente, ou arranjos pouco legítimos como o parlamentarismo.

Pontos para quem complete a rima!

Advertisements

2 comments on “Que Sera’?

  1. O que Será , Será. We need t be ready for anything…

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s